O mercado da fotografia de família – Uma reflexão

A Lu é colaboradora assídua do Blog Outstanding, seus textos são ricos, incisivos e reflexivos.
Neste artigo ela fala sobre nos encontrarmos como fotógrafos, sobre o valor da fotografia para cada família, sobre modismo e sobre verdades.
Por mais que eu escreva, melhor mesmo é ler a profundidade de tudo isso.
Boa leitura meus amigos e minhas amigas!

O mercado da fotografia de família – Uma reflexão

 

A fotografia de família pode abranger diversas vertentes e estilos, sendo infinitamente mutável. O ser humano está em constante movimento. As mentes, as emoções e as ações fluem em diversas direções e nós como fotógrafos, precisamos observar e acompanhar isso, traçando nosso perfil e nossa evolução de acordo com o que desejamos ou precisamos. Adaptar-se ao mercado é essencial. Perceber o que as pessoas desejam e se identificam faz parte de todo esse ciclo de sensibilidade que deve ser inerente ao fotógrafo. Porém, buscar na intimidade de cada um de nós o que nos alegra e nos fortifica a cada dia pode ser a grande chave do sucesso.

Luciana Martins

Luciana Martins

Onde há verdade, há força. E creio que é essa força que se faz realmente necessária no mercado de trabalho. Essa fotografia raiz, fotografia alma, fotografia coração pode ser uma nova forma de se entender a fotografia. Pode vir a ser a nova tendência. Sabemos que a sociedade busca sim, por tendências, isso em tudo o que é consumido por ela.
Vale refletir que nós podemos nos desafiar e trazer esse argumento para o que fazemos. Vendermo-nos como tendência, baseado naquilo que acreditamos. Não “olhar para a grama do vizinho”. Fazer do nosso jardim o mais verde, o mais florido e mostrar isso para o nosso público.
Uma das coisas que mais curto na fotografia é a capacidade que temos de enxergar coisas únicas. Cada um com o seu olhar é capaz de abraçar um mundo para si, produzindo de acordo com suas crenças, sem se violentar.

Luciana Martins

Luciana Martins

Os modismos sempre existirão e sempre existirão pessoas interessadas nisso. Fotografias “clichês”, poses pensadas, objetos de cena… isso também continuará existindo. Cabe a cada um decidir fazer ou não. Ver significado nisso ou não. Porém, esse significado é imprescindível. Que o cliente entenda que a fotografia será sua memória fotográfica. E que no futuro quando ele se olhar nessas fotos, elas precisarão passar a escolhida mensagem.

Luciana Martins

Creio que o mercado possa influenciar nossas atitudes, condutas e escolhas. Contudo, creio mais ainda que nós possamos desafiar essa grande massa e agir de acordo com nossa energia. A gente que determina o rumo das coisas. Vamos ser mais. Vamos mostrar nossa fotografia com garra, paixão e autoconfiança.
Somos ferramentas para a realização de muitos sonhos. Fotografar para o ego é bom sim, mas melhor ainda é entregar sua caixinha de fotos e olhar no olho daquela pessoa que te escolheu e sentir que sua missão foi cumprida. Entendo que o sucesso é a felicidade de nossos clientes – ao menos deveria ser! Nesse sentido, fica clara a necessidade de abrirmos mão de alguns apegos e preciosismos enquanto profissionais de fotografia de família.

Luciana Martins

Luciana Martins

A família é uma só, única. Cada qual com sua história, dificuldades, seu passado, suas séries de desafios, superações, alegrias e esperanças. Cabe ao fotógrafo enxergar isso e processar devidamente as informações, os sinais, agindo com consciência e coração.
De qualquer forma, percebe-se forte evolução na fotografia de família, na qual a leitura do cotidiano está se fazendo através dos trabalhos documentais, de estilo de vida. A mensagem fotográfica deve ser verdadeira e exclusiva. Tudo deve ter motivo, “algo por trás” e certamente isto encanta e fideliza.
Considero que trilhar nosso caminho buscando produzir aquilo que nos encanta e que nos faz bem irá atrair pessoas com o mesmo pensamento.
Essencialmente nosso ofício é parar o tempo e presentear tantas famílias com aquilo que não volta mais.

 

Texto e fotos: Luciana Martins

Site:
Luciana Martins Fotografia


Você curtiu essa matéria? Quer ser um colaborador também? Escreva para outstandingawards@gmail.com com o título “Blog Outstanding” para saber como e quando enviar seu artigo.

4 comentários sobre “O mercado da fotografia de família – Uma reflexão”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *