Os quadrigêmeos estão chegando e o ensaio não vai ser fácil…

Sabe aqueles dias onde as coisas não serão fáceis e você gostaria de receber alguns conselhos? Esta semana temos este novo artigo da Lilian, premiada internacionalmente pelo Outstanding Maternity Award, que nos conta como foi o desafio de fotografar em situação bem extrema e como essa situação se converteu em lindas e inspiradoras fotos.
Não perca uma linha sequer.
Boa leitura.

 

Os quadrigêmeos estão chegando e o ensaio não vai ser fácil…

 

A fotografia está presente na minha vida há quase 3 anos. Foram inúmeras experiências maravilhosas, que com tempo trouxe-me certeza que seria através dela a realização de todos meus sonhos. Ela faz parte de mim, flui tão natural, como se eu já soube de todos os ensaios do futuro.

Com a fotografia me sinto tão liberta. Ela é aquela janela onde não tenho limites para criatividade e ao mesmo tempo todo sou testada e desafiada. É sobre esse assunto que iremos tratar hoje.

É impossível escrever sobre este ensaio e não me emocionar.

Todos que me conhecem, sabem que amo desafios, mas este não imaginava que seria tão emocionante e tão forte.

Quando cheguei na cidade vizinha eu estava com medo e ao mesmo tempo feliz por ter sido escolhida para este momento tão perfeito e tão raro. Estava ansiosa para conhecer a Laura. A mulher que todos estavam falando, a mulher que foi agraciada com dom de ser Mãe. Já era mamãe de três e ganhou de presente mais 4 príncipes, que mudariam para sempre a vida da família. Cheguei ao hospital e vi essa mulher tão miudinha de estatura, porém, muito guerreira e perseverante como mulher e mãe.

Sim! Eu me apanhei entre tantos pensamentos, alguns sobre imaginar que estava lidando com este momento que está entre os mais felizes da vida dela.

E então chegou o desafio… A médica me disse que eu teria que fazer toda a sessão em apenas trinta minutos!!! E que a mamãe não poderia fazer nenhuma pose deitada ou sentada e que todas as fotos deveriam ser feitas dentro do hospital e com adaptação do soro…

Eu sabia que este momento seria desafiante e cheio de emoções. Cada vez que a Laura sentava e olhava para o esposo preocupado com babies e com ela, meu coração não sabia o que fazer. Sei que as fotos eram muito importantes, mas, sabia que o risco era alto até por que a Laura estava internada há meses sem sequer fazer movimentos bruscos. Em meio a tanto medo minha vontade era chorar, tanto de emoção quanto de medo, porém, tinha que ser forte pela Laura e pelos pequenos, porque seria uma lembrança que guardariam para resto da vida. Tentei ser simplesmente eu mesma. Depois de algumas lágrimas por se sentir tão limitada, Laura se soltou e então lembrou que foi agraciada em ser a escolhida para gerar quatro de uma só vez.

Sim, foi lindo, apesar das limitações e em meio a lágrimas. Contudo, alguns pontos foram essenciais para que tudo ocorresse muito bem.

Quero compartilhar alguns pontos que me ajudam e humildemente acredito que poderão auxiliar vocês, caso se deparem em situações complicadas.

01 – Esteja aberto para fotografar lugares jamais fotografados antes
Mesmo sendo desafiador, lugares assim podem nos render imagens magnificas, no caso deste ensaio o local foi o próprio hospital em que a mamãe estava internada.

02- Respeitar os limites do nosso cliente
O assunto fotografado não é apenas teu cliente, ele também é paciente e terá limites que são fundamentais ser respeitados. No ensaio eu tinha apenas 30 minutos, a mamãe não podia ficar nem muito em pé e nem sentada. O repouso era muito importante, tanto para ela como para os bebês.

03 – Como lidar com emoções de todos dentro do ensaio
Na maioria dos casos sempre haverá alguém ansioso e com medo de que a paciente passará dos limites. Neste momento cabe a você lidar do modo correto e saber também entender todos os sentimentos alheios. No meu caso o papai estava ansioso, pois, era fundamental o repouso de sua esposa, senti que o nervosismo foi apenas um sentimento de proteção. Tentei me colocar no lugar dele e percebi o quanto foi fundamental respeitar todos aqueles sentimentos. No final do ensaio senti no coração que deveria conversar com ele, dizendo que entendia que aquele sentimento era de proteção e cuidado.

04 – Elaborando poses novas
Olhe ao redor e procure tudo aquilo que dará naturalidade e beleza às suas fotos, tente encontrar o ambiente mais iluminado e nele observar linhas e geometrias que congreguem o fluxo da imagem para a pessoa fotografada. Neste dia fotografei no jardim do hospital, no corredor e na capela.
Os resultados foram incríveis por que a emoção aflorou constantemente. No jardim usei as linhas da janela como composição, no altar da capela o belo fundo e no corredor usei todas as luzes ao meu favor.

05 – Esteja com equipamento certo
Sempre aproveite o máximo de seu equipamento. Quanto mais você controlar sua luz, menos investimento será necessário. Nesse ensaio utilizei a sombrinha (optei pelo menor tamanho) com luz continua. A lente escolhida foi a 85mm por que me deu a profundidade de campo exata para que o ambiente do hospital não interferisse na fotos. Utilizei também a 30mm 1.4 para os ângulos mais abertos. E por fim a minha câmera t3, que amo tanto e que me atende muito bem.

Acredite e você e seus objetivos serão atingidos. Contem comigo!

Veja minha fotografia premiada na 6ª temporada do Outstanding Maternity Award:
Eu quero ver a foto da Lilian
Meu trabalho:
www.facebook.com/liliannogueirafotografias

 

Texto e fotos: Lilian Nogueira

Site:
Lilian Nogueira Fotografias


Você curtiu essa matéria? Quer ser um colaborador também? Escreva para outstandingawards@gmail.com com o título “Blog Outstanding” para saber como e quando enviar seu artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *