Projeto Crescer – Fotografia documental escolar

A Luciana, nossa colaboradora no Blog Outstanding, fotógrafa premiada internacionalmente e juíza em nossa 4ª temporada mostra neste artigo a importância de se ter projetos autorais.
Como é o crescimento pessoal e profissional ao se dedicar e se entregar ao que te dá prazer.
Agora com vocês Luciana Martins …

Luciana Martins

 

Como tudo começou

Levei algum tempo para me encontrar. Foram anos estudando, trabalhando, muitas vezes sem entender o porquê que minha vida profissional não me realizava. Muita dedicação, graduação, pós-graduação, projetos… enfim… tentei tudo. E sentia que ainda não havia encontrado o caminho que devia trilhar.

Tudo mudou em 2012 quando o que há de mais sagrado aconteceu comigo: a maternidade. Durante aqueles meses em que gestava minha filhotinha, pensamentos, medos, coragens, dúvidas, certezas, tudo foi se transformando dentro de mim. E foi nesse momento que percebi que trilhava um caminho que não era pra ser meu. Então senti que a fotografia devia fazer parte de mim. Percebi que a vida corre, que os momentos passam… tudo rápido demais. E eu vivia um momento desses. Precisava parar o tempo. Parar para poder curtir um pouco mais. Parar para viver intensamente. Parar com medo de esquecer tudo depois. E a fotografia me proporcionou tudo isso.

Direcionei minha atenção à fotografia de família, atendendo gestantes, nascimento e crianças e todos os momentos que envolvem suas vidas.

Aventuro-me em projeto pessoal, onde o objetivo é fotografar a vida.

Luciana Martins

O projeto Crescer

O Projeto Crescer foi construção de idéias, inclusive absorvendo o que outros profissionais já desenvolviam em outras cidades, como a fotógrafa Morgana Perini na cidade de Caxias do Sul/ RS. Fui reunindo informações, propostas e amadurecendo algo que, quando me vi mãe, muito queria para a minha filha.

O projeto já existe há praticamente 4 anos, na cidade de Santa Maria, RS, sendo desenvolvido desde o seu início na Escola de Educação Infantil Papo de Anjo, onde fui extremamente bem recebida pela proprietária Stefanie Araújo, a prof. Fani! E também está sendo realizado no Berçário Sant’anna prometendo linda jornada pela frente.

Deixar o bebê na escolinha e ir trabalhar no primeiro dia após findar a licença maternidade não é nada fácil. Só quem já passou por isso sabe o tamanho do vazio que sentimos. A sensação da distância, do não saber o que se passa, do não estar olhando de perto o próprio filho é algo que consome as mamães.

Eu sempre dizia que queria ser uma mosquinha para espiar as carinhas da minha filha, vê-la brincando com os amiguinhos, despertando suas primeiras habilidades com as atividades da escola… enfim… tanta coisa se passa ao longo do dia, não é mesmo?!

Luciana Martins

Luciana Martins

Pensando nisso, sai por minha cidade oferecendo nas escolas essa proposta: fotografar a rotina da criançada no ambiente escolar. Registros que vão além das tradicionais fotografias de festas da escola. Queria algo mais profundo, mais vivo e mais valioso. Queria aqueles momentos únicos… que toda e qualquer mamãe gostaria de realmente ver… as brincadeiras, as atividades escolares, a interação entre colegas e professores, a hora da refeição, o soninho, o momento da higiene, entre tantas situações que ocorrem no dia-a-dia.

Desejo poder entregar às famílias um valioso arquivo, carregado de emoção, sentimento, desenvolvimento.
Cada dia na vida da criança é único, repleto de novidades, de aprendizado e novas experiências.

Os cliques

Dentro da escola, preciso manter a rotina como está, sem alterar a programação ou agitar o ambiente. Claro que as crianças ficam alegres quando me veem, rolando beijos e abraços. Mas logo organizamos tudo para que se mantenha a ordem.

Mantenho-me observadora e fico circulando enquanto as coisas acontecem. Na grande maioria das vezes uso luz natural, recorrendo ao flash em dias muito escuros e há pouca luz natural nas salas.

Gosto muito do romantismo da luz natural, o que ambienta bastante as situações e proporcionando muita vida às imagens. Utilizo muito o contra luz superexposto e a luz dividida, porém, me vejo diversas vezes em situações onde preciso fotografar com o sol a pino e nesses casos as fotos precisam acontecer.

Trabalho com duas lentes nesse caso, a 35 mm 1.4 e 85 mm 1.8. Gosto de capturar moentos rotineiros, crianças desenhando, fazendo atividades, mas também correndo, brincando, pulando, interagindo.

Trabalho muito em disparo contínuo e velocidade “bem” alta, pois, para conseguir aquele movimento sonhado, além de ser insistente, preciso realmente parar o tempo.

Luciana Martins
Luciana Martins

Seleção e edição

O gerenciamento dos arquivos é bem trabalhoso, são várias crianças sendo fotografadas ao longo do semestre inteiro.

Primeiramente seleciono todas as melhores imagens dos dias das visitas na escola. Todas já são categorizadas por aluno e inicia-se a edição.

Não utilizo presets. Gosto de aplicar edição especial para cada momento. Conforme o que senti das crianças no dia, conforme estava o astral, procuro puxar isso na edição.

Para esse projeto edito tudo no LR e se houver alguma necessidade específica levo a imagem para o PS.

Luciana Martins

Dicas para clicar esses pequenos grandes seres

1 – O primeiro passo é perceber se a criança te aceita. Se ela não te olhar dificilmente você terá sucesso. Tenha paciência. Antes de começar a fotografar, estabeleça outro contato com a criança, converse, brinque e você saberá a hora certa de sacar a câmera.
2 – Não demonstre ansiedade com as crianças. Elas são espertas e captam tudo. Quanto mais insistirmos em algo, mais distante nosso objetivo ficará. Vire o jogo e se precisar jogar o jogo da criança vá em frente. Precisamos entrar no mundo deles.
3 – No caso da fotografia documental sinto que quanto menos houver a intervenção de luz artificial melhor. Assim mais a gente passa despercebido e mais espontaneidade por parte do nosso fotografado teremos.
4 – Movimente-se. Rasteje, role, suba em cadeiras, entre nos brinquedos, pegue no colo, faça o que for preciso… “mas faça”.
5 – Na escola, não fico pedindo que me olhem ao fotografar. Mas quando me olham, é aquele olhar. Tudo que a criança nos oferece é muito forte e verdadeiro.
6 – Não tenha medo de tirar fotos de momentos de choro, tombos, birras… tudo faz parte. Mas sempre respeitando a criança, sem expor, percebendo os limites e a auxiliando em tudo o que for possível.

Luciana Martins

Luciana Martins

 

lu-foto-p-perfil-blog_editado Luciana Martins é colunista oficial do Blog Outstanding Maternity.
Mãe da MV, esposa do Marcos Souza e fotógrafa. Amo gatos. Adotamos o Mingau e a Amy (aham, Winehouse!). Comida: sim, por favor!!! Se for sushi melhor ainda. Apaixonada por conhecer pessoas, adoro reunir os amigos, sentar para dar risadas e tomar uma cerveja bem gelada!
Em eterno estado de busca de entendimento do mundo, de mim mesma e do próximo.Site: www.lucianamartinsfotografia.com
Blog: lucianamartinsfotografia.tumblr.com
Facebook: facebook.com/lucianamartinsfotografia/

Você curtiu essa matéria? Quer ser um colaborador também? Escreva para outstandingawards@gmail.com com o título “Blog Outstanding” para saber como e quando enviar seu artigo.

7 comentários sobre “Projeto Crescer – Fotografia documental escolar”

  1. Excelente projeto! De uma importância ímpar para os pais. Queria saber mais detalhes, se é um projeto comercializado, como é o contato com os pais.

    1. Oi Cristina!!! Como vai?!
      O projeto é sim comercializado. O contrato é realizado com os pais semestralmente. Faço ciclos de semestre, para dar liberdade às famílias de se manterem ou não o ano todo no projeto. O contato com as famílias é basicamente on line, onde monto grupos por turma para ir informando as datas de visitação na escola e o andamento do projeto. Obrigada pela sua apreciação e fico às ordens para maiores esclarecimentos! Bjoss

  2. Oi xará !
    Tudo bem? Espero que sim!
    Adorei o seu projeto e é isso mesmo nós sempre queremos saber de tudo o que acontece com os nossos filhos! Parabéns pelo trabalho!
    Gostaria de maiores informações, mais detalhes sobre o projeto!
    Vc poderia me passar?
    Meu e mail é luciana.bonetti@yahoo.com.br
    Muito obrigada!
    Luciana Bonetti

  3. Olá Luciana tudo bem? Adorei a matéria, me identifiquei muito com tudo o que você escreveu. Estou tentando desde o ano passado fazer algo parecido aqui em minha cidade e agora (até que em fim) consegui entrar em uma escola. Queria manter contato com você, trocar idéias! Acho que este tipo de fotografia precisa ser mais divulgado, trazer esse conceito documental para o mercado de fotografia escolar tem sido um desafio pra mim mas parece que agora as coisas estão começando a fluir. Em fim, adorei as tuas fotos e desejo muito sucesso! Vou te procurar no Facebook.
    Estou no Instagram @umdianaescola
    Um abraço!
    Cibelle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *