04 tipos de iluminação que você deve fazer em seus ensaios.


Como interpretar e como utilizar a luz e as sombras ao nosso favor é o grande aliado em nosso dia-a-dia de trabalho. A Vivi fez este artigo lindo que nos ensina e demonstra que dominar certas técnicas de iluminação acrescentará dramaticidade ou leveza ás suas fotos.
Escolha o que deseja transmitir com sua fotografia, pois, as dicas da iluminação que procura, estão aqui.
Agora com vocês Viviane Corrêa …

Sobre mim

Não consigo me definir, por que tenho a impressão de me restringir, sinto-me em movimento e em constante mudança. Sou tipo a versão feminina do Peter Pan, eterna criança.

Por vezes a frase “I CAN FLY” é o meu lema. Sou feita de fé, sonhos, música e arte.

Sou obra em andamento. Cada experiência que vivo me traz a certeza de que ter propósito na vida e vivê-lo de forma intensa, integral e excelente é o que vale a pena.

Acredito que Deus sempre faz além das nossas expectativas e nos presenteia com coisas que vão além da nossa imaginação.

As melhores coisas da vida não estão à venda e nós precisamos de muito pouco para sermos felizes.

Diante da vida a melhor atitude é GRATIDÃO

O melhor sentimento, FELICIDADE.

Melhor verbo, AMAR.

O que eu faço? Expresso e celebro a vida, vivo em busca de algumas coisas, mas sei que já possuo a melhor delas: ALEGRIA.

Sou casada com o Julio meu grande apoiador e incentivador, o cara que nunca me deixa desistir… mesmo nos momentos mais difíceis. Tenho uma família maravilhosa, pessoas que realmente valem a pena manter por perto e sou filha da Jolita que por si só já é um show à parte.

Agradeço muita minha mãe por muitas vezes ter olhado meu trabalho e ter dito que não estava bom. Isso só me fez querer ser melhor a cada dia.

Sempre gostei de fotografia, mas nunca havia pensado em me tornar fotógrafa profissional e muito menos em fotografar recém nascidos e crianças.

Moro em cidadezinha do interior de São Paulo e ao contrário dos profissionais de cidades grandes que podem escolher o segmento e trabalhar nicho específico, fotógrafo do interior tem que saber fazer de tudo!

Comecei fazendo retratos de crianças em escola, trabalhei algum tempo com isso sem ser profissional, usava uma camerazinha Fuji automática, depois de 1 ano ganhei minha primeira Canon compacta avançada.

Comecei a buscar cursos que resolveriam meus problemas, pois, não sabia como usar a nova câmera. Fiz o curso de iniciação e depois fiz vários cursos com meu querido professor e referência Brasílio Wille, que me mostrou o que é ser fotógrafo profissional. Quando vejo os trabalhos dele sei que eu ainda tenho longo caminho a trilhar.

Já tive fotos publicadas em várias revistas. Dentre os trabalhos importantes estão a capa da revista Sentidos e para o Jornal Folha de São Paulo. Já fotografei para Singer (blog), Maenga Toys e Feltros Santa Fé.

O que me encanta na fotografia é o mar de conhecimento que este assunto envolve e a cada dia por uma vida inteira podemos aprender.

A iluminação é o ELEMENTO FUNDAMENTAL DA FOTOGRAFIA, para fazer aquela linda foto é necessário entender como usar ou criar luz.

Para fazer foto emocionante é preciso ter inspiração e conexão com o momento. É necessário encontrar seu próprio estilo, pois, é isso que define o indivíduo como artista e dá forma a sua marca registrada.

 

Sobre a luz

Não importa se a luz é natural ou artificial, o mais importante é se a fonte de luz é grande o suficiente e o quanto ela está afastada ou próxima do seu assunto.

A proximidade da luz em relação ao objeto fotografado está diretamente ligada ao tipo de sombra que é gerada. Quanto mais próximo o assunto estiver da luz mais suaves serão as sombras, quanto mais afastado mais duras serão as sombras.

Para ter sombras suaves na fotografia newborn é necessário manter o bebê próximo a luz.

Quando observamos os trabalhos de alguns pintores é interessante notar como eles percebiam a luz nas pessoas e nos objetos que retratavam, basicamente o trabalho do fotógrafo é perceber a luz e a transmitir da melhor forma.

 

Padrão de iluminação é o modo como as sombras atuam por todo o rosto e criam as mais diferentes formas nos retratos.

Os Padrões de iluminação mais comuns nos retratos são divididos em:

1. ILUMINAÇÃO DIVIDIDA
2. ILUMINAÇÃO CURVA
3. ILUMINAÇÃO REMBRANDT
4. ILUMINAÇÃO BORBOLETA
As subdivisões AMPLA E CURTA podem ser usadas em qualquer dos padrões acima.

 

1-ILUMINAÇÃO DIVIDIDA OU “SPLIT”

A iluminação dividida ou Split é exatamente como o nome indica – Ela divide o rosto em duas partes iguais, com um lado sob a luz e o outro na sombra. Este padrão é bem masculino e frequentemente usado para criar imagens dramáticas, mas se suavizado pode ser usado para bebês e crianças também. Para criar este padrão a fonte de luz deve estar em ângulo de 90 graus a direita ou a esquerda e até mesmo um pouco atrás da cabeça. A verdadeira iluminação dividida consiste em o olho que está do lado da sombra receber apenas leve toque de luz.

Iluminação 1 (dividida)
Iluminação 1 (dividida)

 

2-PADRÃO DE ILUMINAÇÃO CURVA

A iluminação curva ou “Loop” é feita através da criação de pequena sombra do nariz sobre as bochechas, para criar este padrão a iluminação deve estar levemente mais alta do que o nível dos olhos, cerca de 30 a 45 graus da câmera. Neste tipo de iluminação as sombras do nariz e da bochecha ficam afastadas e não se tocam, é interessante manter a sombra pequena e apontada para baixo. Se caso a fonte de ficar muito alta causará sombras feias e o rosto perderá luz.

Iluminação 2 (curva)
Iluminação 2 (curva)

 

Iluminação 2 (curva)
Iluminação 2 (curva)

 

3-ILUMINAÇÃO REMBRANDT

Este padrão recebeu este nome em homenagem ao Pintor Rembrand H. Van Rijn que pintava seus retratos usando este tipo de luz.

Esta iluminação forma um triangulo de luz na face da pessoa. Não é iluminação muito usada para retratos de criança por ser bem dramática.

Para criar este padrão o assunto deve estar virado ligeiramente para longe da fonte de luz, esta deve estar acima do topo da sua cabeça para que a sombra do nariz caia em direção ao rosto.

Iluminação 3 Rembrandt
Iluminação 3 Rembrandt

 

4-ILUMINAÇÃO BUTTERFLY

Este é sem dúvida o padrão mais usado na fotografia newborn, ele tem este nome porque forma pequena sombra sob o nariz em formato de borboleta.

Para criar este padrão, a luz principal deve estar alta e em um ângulo de 30 a 45 graus atrás da cabeça do bebê. É importante também usar difusor na janela que pode ser alguma cortina bem fininha de voal e rebatedor que pode ser placa de isopor. Se for usar luz artificial, pode suavizar com sombrinha difusora ou soft box grande.

Iluminação 4 - butterfly
Iluminação 4 – butterfly

 

Iluminação 4 (butterfly com Octa soft em estúdio)
Iluminação 4 (butterfly feita com Octa soft em estúdio)

Entendidos os PADRÕES DE ILUMINAÇÃO, saberemos como e quando usá-los, então fica bem mais fácil a foto com a qualidade desejada. Existem vários tipos de fonte de luz que podemos utilizar, mas vou destacar 4 tipos que uso no meu trabalho.

1.1 – LUZ NATURAL
1.2 – FLASH PORTÁTIL
1.3 – FLASH DE ESTÚDIO
1.4 – LUZ CONTÍNUA

 

1.1 LUZ NATURAL

A luz natural é o melhor soft box do mundo!!! A luz que Deus fez é a melhor de todas!!
A arte da fotografia está toda entrelaçada com a forma como se vê a luz e como desenhar com ela. A luz cria a forma, dá cor sentido e profundidade na fotografia. Na fotografia newborn o mais apreciado são luzes e sombras suaves que envolvem todo o bebê. A melhor forma de começar a ver a luz é colocar o bebê perto da janela em diferentes horas do dia e observar como esta incide sobre o rostinho dele. Deve-se perceber onde estão as sombras.

Iluminação butterfly feita com luz natural
Iluminação butterfly feita com luz natural

 

1.2 FLASH PORTÁTIL

Ainda tem muito fotógrafo com medo de usar o flash. Quando eu comecei também tinha medo dele. Os brancos estouravam e eu perdia o controle sobre as texturas… enfim, tudo ficava horrível… rs….

Quando abri meu primeiro estúdio, ele não tinha janelas, mas eu já tinha bom conhecimento e controle de como usar o flash nas mais variadas situações. Muitas vezes o cliente não pode ou não quer vir até o estúdio com o bebê, então eu posso usar o flash portátil para obter resultados semelhantes ao estúdio na casa dele.

O flash portátil pode ser usado na própria câmera e rebatido no teto (se o teto for branco) ou na parede como opção (é importante observar a cor do ambiente para que não haja invasão de cores na foto). Pode ser usado em modo slave com tripé girafa e sombrinha difusora ou soft box.

Neste exemplo usei o flash portátil com girafa e sombrinha difusora para fazer o preenchimento e a luz da janela como luz principal, resultando em bela luz e sombras suaves.
Neste exemplo usei o flash portátil com girafa e sombrinha difusora para fazer o preenchimento e a luz da janela como luz principal, resultando em bela luz e sombras suaves.

 

1.3 FLASH DE ESTÚDIO

O Flash de estúdio é grande aliado para quem não tem janelas. Desde que comecei a fotografar sempre fui apaixonada pelas luzes do flash, pois, é luz consistente e sem variação no seu WB (balanço de branco) durante toda a exposição, o que sempre resulta em conjunto de fotos plenas. Com o uso do flash de estúdio é possível usar o ISO 100 que garantirá imagens sem nenhum ruído. Além disso, pode ser moldada para controlar perfeitamente a relação luz X sombras.

Para ter luz bem difusa e suave, utilizo sempre o OCTA SOFT.

Flash de estúdio. Iluminação ampla.
Flash de estúdio. Iluminação ampla.

 

Flash de estúdio, iluminação ampla + dividida.
Flash de estúdio, iluminação ampla + dividida.

 

1.4 LUZ CONTÍNUA

De todos os tipos de iluminação, a luz contínua é o método mais simples, pois, é controlável em sua intensidade e pode ser usada rebatida ou difusa com soft box.

A luz contínua pode ser:

LED
TUNGÊNICA
LUZ BRANCA

O mais utilizado de luz contínua DAY LIGHT, que simula a temperatura da luz do dia

 

EXPOSIÇÃO E FOTOMETRIA

Saber fotometrar é essencial, apesar de parecer muito simples, pois, a câmera “oferece” a fotometria correta, porém, o fotômetro da câmera faz o que tem que fazer: expõe tudo ao padrão cinza 18 %.

O fotômetro somente reconhece brilho e sombra, por isso ao fotografar bebês com roupas brancas ou em manta branca o fotômetro interpretará tudo como cinza médio. E automaticamente a câmera baseará a exposição naquele cinza, por isso é necessário ajustar a exposição de forma correta para que o fotômetro mantenha o branco e não o transforme em cinza.

Key Light  onde há luz por todos os lados. Efeito muito desejado, pois, cria ideia de cena leve e angelical. Serão necessários exposição e fotometria corretas para que o branco não se torne cinza.
Key Light onde há luz por todos os lados. Efeito muito desejado, pois, cria ideia de cena leve e angelical. Serão necessários exposição e fotometria corretas para que o branco não se torne cinza.

 

Observe que em local fechado, ao usar luz natural mantenha o modo de medição em pontual e a exposição para a direita no histograma.

Viviane Corrêa

 

Para obter fotos com pele bem suave sem usar o Photoshop basta colocar um pedaço de tule branco ou preto na frente da objetiva e fixado com elástico comum. O Tule é o tecido do véu das noivas. É importante que ele fique bem esticado na frente da lente.

 

Considerações

De tudo o que aprendi e ensinei, buscar a melhoria continua sempre foi primordial. Devemos buscar a inovação, a excelência e ter foco e confiança em nosso trabalho. Não ter medo de errar, não ter medo de investir e principalmente nunca recuar !!

Agradeço ao Marco Pellegrini e o Outstanding Maternity Award pela oportunidade de participar com este artigo. Ao meu ver, é de suma importância poder compartilhar conhecimento com meus colegas, para mim é imensa honra.


Texto e imagens: Viviane Corrêa
https://www.facebook.com/VivianeCorreaFotografia/

Você curtiu essa matéria? Quer ser um colaborador também? Escreva para outstandingawards@gmail.com com o título “Blog Outstanding” para saber como e quando enviar seu artigo.

2 comentários em “04 tipos de iluminação que você deve fazer em seus ensaios.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *