Amanda Dams
Categorias:

Fotógrafos brasileiros no exterior: Amanda Dams

Amanda Dams

Quantas vezes nos perguntamos como seria recomeçar nossa carreira em outra cidade, em outro Estado ou outro País?
E se você levasse esse sonho adiante?
A queridíssima Amanda Dams conta este mês para Blog Outstanding como foi sua experiência.

Fotógrafos brasileiros no exterior: Amanda Dams

Meu nome é Amanda Dams e trabalho com fotografia desde 2010. Ganhei minha primeira câmera DSLR de entrada do meu marido e a partir de então descobri minha paixão pela fotografia.

Mesmo a fotografia sendo só hobby naquele momento, eu não estava satisfeita em usar a câmera em modo automático e decidi então estudar fotografia. Na época estávamos morando nos Estados Unidos e concluí meu curso na USF (University of South Florida). Ainda lá comecei a trabalhar como assistente e segunda fotógrafa de casamentos e me apaixonei ainda mais.

Voltando ao Brasil abandonei minha faculdade de Sistemas de Informação e comecei a trabalhar com casamentos. A realidade de ser fotógrafo de casamentos nos Estados Unidos e no Brasil era muito diferente e acabei desanimando. Sentia que faltava algo, procurava algo que me motivasse mais.

Nesse momento descobri a fotografia newborn, ainda muito pouco falada no Brasil, e fiz meu primeiro workshop no Rio de Janeiro em abril de 2013. Naquele mesmo dia eu tive a certeza que queria fazer aquilo para o resto da vida!
Durante os próximos meses fotografei tanto casamentos quanto newborn na casa do cliente. Em abril de 2014 abri meu estúdio em Florianópolis especialmente para os recém-nascidos e também continuei fotografando gestantes e famílias. Percebia minha evolução a cada sessão e continuei frequentando todos os workshops, cursos e palestras que podia participar. Mesmo depois de 3 anos fotografando esses pequenos tesouros, sinto que aprendo algo novo em cada sessão e minha busca pela perfeição é constante.

Em abril de 2015 fiz meu primeiro workshop internacional com duas de minhas fotógrafas favoritas: Caralee Case e Jennifer Nace. Acredito que essa experiência está entre as mais incríveis que tive com a fotografia newborn.

Em 2015 ainda, fui convidada para palestrar em dois grandes eventos sobre fotografia newborn no Brasil: O2 Desafio Newborn e Newborn Secrets.

Minha carreira estava super estabilizada, consegui conquistar meu espaço em minha cidade, nessa área. Meu estúdio era grande realização para mim e tudo estava se encaminhando do jeito que eu sempre sonhei.

Foi então que eu e meu marido decidimos nos mudar… para o Canadá…

Cheguei no Canadá em dezembro de 2015 e cada dia aqui tem sido grande desafio para mim. A parte mais difícil foi ter deixado tudo que eu conquistei para trás e começar tudo de novo, num lugar onde ninguém me conhecia e nem falavam minha língua. Mas posso dizer que tudo está valendo a pena e aos poucos estou conquistando meu espaço novamente.

Abri minha empresa online aqui no Canadá em menos de 20 minutos. Fiz tudo sozinha e foi tudo muito fácil e rápido. Montei meu estúdio em casa e estou achando ótimo não precisar dirigir 40 minutos com trânsito para chegar no trabalho…rs…

Amanda Dams Amanda Dams
Amanda Dams

As diferenças entre a sessão newborn no Brasil e aqui no Canadá são enormes e sinto que aqui é muito mais fácil. Minhas sessões aqui tem durado de 1 a 2 horas e consigo grande variedade de poses e props. As mamães seguem direitinho minhas orientações pré-sessão e as pessoas aqui valorizam muito o nosso tempo, mesmo estando apenas 2 ou 3 minutos atrasados eles ligam para avisar e pedem mil desculpas quando chegam aqui.

Outra curiosidade é que muitas pessoas aqui optam por não saber o sexo do bebê antes do nascimento, o que para mim é mais desafiador, pois, fica mais difícil para planejar a sessão.

Amanda Dams

No Canadá tem muitos imigrantes (até me surpreendo quando encontro canadenses… rs…) por isso não há preconceito, as pessoas são super receptivas, pacientes e não se importam se você se atrapalhar um pouco no inglês.
Mesmo com toda fluência que tenho, a língua inglesa ainda é vocabulário totalmente novo para mim. Lembro que no meio da sessão com um bebê maiorzinho, a mãe me pediu para colocar algumas músicas… descobri então que não conhecia as músicas que costumam tocar por aqui… e a primeira coisa que pensei foi: “aqui não tem galinha pintadinha!”. …rs…

As brincadeiras com as crianças são diferentes e até o som que os animais emitem, mas aos poucos estou aprendendo e já sei até brincar de “Peekaboo”.

Amanda Dams

De toda essa enorme e nova experiência, sobre tudo que refleti, quero deixar essas dicas que sempre me ajudaram, tanto no Brasil como no Canadá. E acredito que servirá para quem está começando ou “recomeçando”, assim como eu:

1. Faça aquilo que te faz feliz e mude tudo aquilo que te incomoda.
2. Não cobrar nada e cobrar barato são duas coisas bem diferentes. Comece fazendo sessões de graça para amigos e familiares, assim você ganha experiência, elabora um portfólio legal e as pessoas vão entender que você está aprendendo. Cobrar barato desvaloriza seu trabalho e faz com que o cliente exija muito mais de você.
3. Inspire-se e corra atrás dos seus sonhos. No nosso trabalho o aprendizado é constante e conhecimento nunca é demais.
4. Ao criar o site, fale sobre você e sobre seu trabalho. Poste as melhores fotos e mantenha seu blog atualizado.
5. Se você nunca ouviu falar em SEO, faça essa pesquisa agora mesmo ou contrate empresa para isso. Posso garantir que isso vai te trazer muitos clientes.
6. Facebook, Twitter, Instagram, são tantas redes sociais.. Você precisa estar em todas!
7. Participe de grupos online, eventos, associações, se envolva e apareça! Ninguém vai saber que você existe se ficar sentado no sofá da sala.
8. Capriche no material impresso, você não vai vender aquilo que não tem para mostrar.
9. Saia da zona de conforto e tente algo diferente em cada sessão.
10. Antes de ser “fotógrafo de recém-nascido” você precisa ser “fotógrafo”. Não basta saber fazer o bebê dormir e colocá-lo dentro do cestinho. É preciso dominar seu equipamento e sua luz!

Espero que a minha trajetória tenha inspirado vocês e que essas dicas ajudem nesse “mundo” tão lindo que é a fotografia de recém-nascidos.

Concluo com essa frase, que eu adoro, escrita pela Geena Davis:

if-you-risk-nothing-then-you-risk-everything1
“Se você arriscar nada, está arriscando tudo!”

 


Você curtiu essa matéria? Quer ser um colaborador também? Escreva para outstandingawards@gmail.com com o título “Blog Outstanding” para saber como e quando enviar seu artigo.

5 comentários em “Fotógrafos brasileiros no exterior: Amanda Dams

  1. Amanda ;e uma linda ! Exala luz com sua simplicidade e seu sorriso . Merece todo sucesso do mundo sempre. Sou fa demais.
    Parabens

  2. Muito legal, ja estou nos EUA a 15 anos e sai do Brasil na minha melhor fase e tive que reiniciar aqui e hj estou na minha melhor fase e so crescendo, acho que se vc ama a fotografia e respeita como uma arte voce chega la logico que isso tudo nao vem rápido e depende de muito trabalho e estudo…. parabens Amanda que Deus abençoe e muitas fotos sempre

  3. Amanda, comecei a te acompanhar pelo Instagram, adoro suas fotos e o fato de você morar em outro país e estar dando certo como fotógrafa me chamou a atenção.
    Como na frase que deixou, vejo que vc arriscou tudo e está conquistando seu sucesso, que continue assim.

  4. Gostaria de indicação de fotógrafo brasileiro em Toronto. Que trabalhe com fotografia em família e infantil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.